Monday, January 3, 2011

E em 2011?

Além de todo aquele blábláblá de sempre sobre como operar com consciência, respeitar os stops, deixar as operações ganhadoras correr um pouco mais e por aí vai, pensei em alguns pontos interessantes para resolver esse ano, coisas que ou me irritaram profundamente ou são motivo de preocupação ou simplesmente idéias que merecem ser exploradas em algum futuro não definido.
               
1             Trocar o Headset – Philips SHM 1900 é um lixo!
2             Planilha de controle de operações       
- muito pesada
- não comporta "estratégias" - só comporta uma operação por vez
- Múltiplas posições em uma só operação devem ser lançadas manualmente e não são interligadas
- Sem uma descrição do trade
- Sem entradas para stops iniciais (para testar o que eu "fiz" contra o que eu "planejei")
- Sem controle de posições abertas e valor das mesmas (link DDE resolve isso)
- Não é ligada com o diário de operações
- Difícil de montar estatísticas por tipo/estratégia
3             Ampliar - Daytrades com ações
- Dependente de custos – olhar custos de operação abaixo
- Custos “pedem” um volume maior = Maior risco
- Horário de verão atrapalha
- Ordens de stop pelo Homebroker – menor atenção necessária tick a tick
- Que ações? Limitado pela liquidez
4             Custos de operação      
- Hoje, R$ 1,5 por mini contrato/operação
- Ações R$ 16,0 por operação
- Ponto de indiferença entre ações e Mini contratos futuros: 11 contratos, se cada mini contrato = Ibovespa/5 e margem = 15%*Ibovespa, então cada contrato precisa de um pouco mais de R$ 2.100,0 em garantias e algum valor na conta corrente para as chamadas de margem (arredondando para R$ 2.500,0/contrato); Ponto de indiferença ~= R$ 27.500,00
- Procurar mais uma corretora? Operar com duas corretoras = Ineficiência de capital
5             Datafeed
- Vale a pena contratar um provedor de dados (p.ex. Ae broadcast, cedro, Bloomberg, Reuters...)?
O que procuro?
- Dados históricos intraday
- Dados tempo real
- Mercados internacionais
- Dados em formato TICK
- Notícias relevantes ao mercado de ações Brasileiro (eventos)
Problemas
- Custos elevados (quanto vale um serviço desses e quanto custa?)
6             Mercados Internacionais / Commodities
- Forex e operar mercados futuros/ações lá fora – quais os custos de transação, movimentação de capital pra fora e para dentro do Brasil e principalmente como pagar impostos de forma correta nessas operações?
- é possível operar lá fora de forma completamente legal, pagando todos os impostos?
- Tem um pessoal no Twitter que diz fazer isso...
- Metatrader, TradeStation e NinjaTrader são ótimas plataformas (sei programar alguma coisa nas duas primeiras – apesar de todas serem relativamente fáceis de se encontrar informação)
- Lag – Qual será o efeito do Lag nas operações – Conexões com um servidor aqui no Brasil chegam no máximo a 100ms lá fora esse valor pode chegar a ½ segundo; 1s se considerarmos a ida e a volta da informação
- Em um mundo de HTF esses valores podem ser significativos
- Longer time frame?
7             Estratégias
- Tentar aumentar o tempo médio de cada operação
- Se datafeed; treinar estratégias usando Tick data
- Caso contrário; usar trading Simulator Acabei de receber o seguinte email:

"...To that aim, in a couple of days you will notice a new site design as we transition Tradingsim to a pay model."

 - Encontrar/criar novo simulador

Tuesday, December 7, 2010

Na contramão




Hoje foi um dia que começou bem forte com notícias positivas vindas da Europa e bla bla bla... Estava com cara de que aqui no Brasil o mercado futuro possivelmente ia abrir em alta e com um belo de um gap...

Ótimo...eu estava esperando mesmo uma oportunidade de botar meu estudo da semana passada sobre gaps em prática e operar contra esses "afobados" que saem comprando/vendendo com toda força a qualquer notícia do mercado.

Tentativa n°1 - Logo que o mercado abriu deu para sentir uma boa força com o pessoal comprando forte até 70.500 onde pausou, recuou e tentou mais uma vez superar 70.500, falhando miseravelmente. Fiz uma venda e por 25 minutos o mercado até foi alguns pontos na direção esperada, mas nada significante parando em 70.400

Tentativa n°2 – perto das 11:00 o mini tentou 2x superar 70.550, mas falhou novamente fiz uma venda, mas 70.400 estava lá novamente para "não deixar mais o preço cair"

No final das contas o plano de vender o gap de alta até teria dado certo, pois o dia reverteu e acabou fechando até negativo e como eu só opero a parte da manhã acabei perdendo todo o movimento de baixa ficando só com duas operações de nada, tentando vender o mercado enquanto ele estava forte...

O mercado é uma "besta caótica" nada previsível, muitas vezes nós traders planejamos cuidadosamente nossas operações e acabamos caindo na contra-mão do mercado e é nessas horas que precisamos ser ágeis mentalmente para perceber que as coisas não estão dando tão certo e fechar nossas operações antes que dano algum (ou pelo menos muito dano) seja causado.

Wednesday, December 1, 2010

Gaps, gaps e mais gaps...

Muitos autores de livros sobre Análise técnica, investimentos etc, geralmente aconselham os seus leitores a entrar na direção da tendência do mercado, ou seja, se o mercado está inclinado para cima, compre. Se o mercado está inclinado para baixo, venda...

O problema é que do ponto de vista do daytrader o mercado geralmente abre com uma certa violência em relação ao dia anterior, por exemplo desde o início de 2008 38% dos dias o mercado abriu com algum tipo de gap de preço, ou seja, acima/abaixo da máxima/mínima do dia anterior.

Com a interpretação de que os mercados são na verdade 24h e que o preço de abertura desconta uma possível "tendência" do overnight, então em alguns casos entrar na direção do gap seria a mesma coisa que entrar na direção da tendência?

Não...De acordo com a sabedoria popular o mercado tende a fechar os gaps que este mesmo abre e para testar isso resolvi baixar a série ajustada do mini contrato futuro de índice Bovespa e fazer algumas contas de padeiro.

O mercado abriu 38,3% das vezes com algum tipo de gap, desses, ele fechou o gap no mesmo dia em 71% das vezes, ou fechou metade desse gap em 84% das vezes. O tamanho do gap também pode influenciar, gaps menores do que 1% foram fechados em 78,5% das vezes e metade disso 88,8% das vezes, gaps maiores do que 1% só 42% das vezes, 64% para metade do gap. Existe pouca diferença entre gaps de alta ou de baixa, eles praticamente se comportam da mesma maneira. Além disso, achei que 2008 pudesse viesar os resultados e testei só com 2009-2010 obtendo mais uma vez resultados semelhantes.


 

É claro que existem diversos outros fatores que podem afetar uma operação e só o fato de ser ou não gap não pode ser um farol verde para iniciarmos uma operação, porém este pode ser usado como confirmação para abrirmos uma posição caso o mercado comece a ter dificuldades em andar na direção da abertura.

Wednesday, November 24, 2010

Trend Day

Umas das coisas que tenho que focar nos meus trades é a simplicidade das idéias, às vezes a observação mais simples pode dar uma idéia de operação com ótimo risco/retorno.

Eu uso o Google Reader para agregar todos os blogs e alguns Twits de importância onde eu geralmente vou a o final do dia para ver os comentários de outros traders sobre o mercado, não só aqui no Brasil mas principalmente lá fora (já que são eles que mandam mesmo aqui).

Infelizmente não lembro onde, mas em um dos blogs que estava lendo o camarada estava comentando sobre o derretimento de ontem e como ele foi stopado em uma operação no final do dia tentando comprar o mercado (que estava em total tendência de baixa e fechou assim). Já em outro lugar (http://electroniclocal.blogspot.com/2010/11/selling-into-hole.html) o camarada estava falando sobre sua idéia de trade para ontem onde ele comenta que na segunda feira os traders fecharam o dia comprados e que iriam acordar sentindo "dor" já que o mercado estava se alinhando para abrir em baixa e então empurrariam mais ainda o mercado para baixo tentando se desfazer de suas posições.

Juntando as duas informações, vendo a força com que o mercado derreteu ontem e que hoje a Europa estava em uma boa alta antes da abertura dos mercados futuros (DAX +1%, FTSE100 +0,5%) imaginei que o mesmo pudesse acontecer aqui no Brasil, o pessoal que fechou o dia ontem vendido iria ficar desesperado de ver o mercado em alta e faria uma força extra para empurrá-lo para cima ao se desfazer de suas posições.

O resultado foi quase 500 pontos em 30 minutos na abertura de hoje ou pelo menos 300 pontos se comprasse o pullback em 68500, com bem pouco risco, pois o mercado não recuou nem 100 pontos nos primeiros 45 minutos.

Thursday, November 18, 2010

Dedo gordo?

Eu evito operar nos primeiros 5 minutos de pregão, pois invariavelmente coisas "estranhas" acontecem.


Hoje, por exemplo, as 10:01:11 um camarada tenta vender uma posição de pouco mais de 150 contratos do mini Bovespa e só vai encontrar liquidez para executar sua ordem completamente 595 pontos depois! Veja como ficou o gráfico:



O mini Bovespa é "razoavelmente liquido", geralmente existem vendedores/compradores em todos os preços possíveis (de 5 em 5 pontos), mas essas ordens são geralmente pequenas e mesmo quando acumuladas não dão um volume tão grande assim, principalmente nos primeiros minutos onde o pessoal ainda está descobrindo o preço de abertura e colocando as ordens na fila.


Para quem quer jogar "grande" o contrato futuro de Bovespa (o grande IND) é bem mais apropriado já que ele tem 5x o tamanho de um contrato mini, ou seja, 150 contratos mini equivalem a 30 do normal, o que geralmente é executado com 15-20 pontos de spread no máximo, não 595!

No final das contas, o mais importante de tudo é tomar cuidado com as nossas ordens e o spread que pagamos para poder montar nossas posições, pois por menor que esse spread pareça no final de um mês pode dar uma boa diferença no resultado.


Conta de Padeiro: se operamos 5 contratos de Mini e fazemos em média 3 trades por dia (3 compras e 3 vendas), se pagarmos sempre um spread de 10 pontos (2 reais no mini) no final de 1 mês "deixaríamos" para o mercado o equivalente a R$ 1.260!

Thursday, November 11, 2010

Stop loss é para os fracos?

Seguindo mais ou menos a mesma argumentação do último post sobre as dificuldades que nós traders temos em fechar operações, principalmente pelo fato de "sempre" perdermos mais e ganharmos menos do que o planejado resolvi fazer um teste com meus próprios trades para ver se eu conseguia identificar algum detalhe que pudesse me ajudar a melhorar.

A idéia é simples e já foi comentada nos livros do Dr. Brett N. Steenbarger onde pegamos a nossa curva de resultados dos trades e comparamos com ela mesma só que removendo os piores trades, para isso peguei uma amostra do resultado de 1000 contratos que operei em um determinado período de tempo e criei mais duas linhas de resultado hipotéticas para comparar, o resultado aparece no gráfico abaixo:

Nota: eu fiquei impressionado com esse resultado, eu sabia que não tinha ido muito bem nesse período, mas que podia melhorar tanto assim só por diminuir o tamanho do meu Ego é impressionante!



Nesse gráfico temos 3 linhas:

1 – Vida real – foi o que aconteceu efetivamente com minha conta

2 – Seguindo Stops – é a linha hipotética construída a partir da "vida real" só que onde eu tive perdas gigantescas eu substituí por uma perda equivalente a 01 stop loss mais uma perda extra por "slippage"

3 – Seguindo Stops x2 – Mesma coisa que seguindo stops, só que eu dobrei o tamanho dos stops

Vale notar que esse é um exercício extremamente simplificado, pois não lida com nenhuma implicação de ter fechado essas operações no Stop loss correto, como por exemplo, a diminuição das operações vencedoras decorrentes de uma política de stops rígida, um possível aumento no número de operações por conta do "revenge trading", um outro possível aumento no número de operações devido ao Ego super inflado decorrente de uma curva de resultados tão linear e por aí vai.

Por outro lado esse exercício serve mesmo para reforçar aquilo que TODOS os autores de livros, professores, coachs etc de mercado financeiro sempre falam(e que estamos cansados de saber), que o nosso trabalho principal como traders é o de gestão do risco e que de fato operamos de forma completamente ineficiente.

De agora em diante, vou pensar duas vezes antes de deixar uma operação fumar contra minha conta. Além disso, vou programar uns alertas para ficar piscando na minha tela, caso eu seja teimoso...

Tuesday, November 9, 2010

Fechando operações...

Este humilde blog tem um ano e meio de vida, o que coincide mais ou menos com o início da minha empreitada nos mercados futuros, especialmente os mini contratos futuros de Bovespa. De lá pra cá foi possível identificar vários pontos fortes e fracos na minha estratégia os quais tenho trabalhado diariamente para melhorar ou reforçar, não tem sido nada fácil e não acho que vai chegar simplesmente o dia em que operar no mercado torne-se algo fácil, tenho certeza que será sempre necessária uma mente aberta e muito suor de forma que seja possível se adaptar ao mercado que está em constante movimento.

Não conheço todas as plataformas de home broker do mercado, mas até onde sei quase nenhuma possui a opção de programarmos stops(loss/gain) para nossas posições em mercados futuros da mesma forma que fazemos com uma posição em ações, ou seja, se comprei PETR4 a 27,50 e quero um stop a 27,22 e um gain a 28,00 eu posso lançar isso no meu home broker ou na própria página da corretora e ir para a academia que o sistema "toma conta" desses stops para mim. No mercado futuro essa opção não existe, nós só temos a opção de colocar as ordens no livro (compra/venda normal), não sei o motivo (apesar de poder especular), só sei que é assim...

Isso força o operador a ficar em cima de todas as suas operações, sendo ele obrigado a lançar uma ordem de compra/venda para fechar suas posições na hora que ele achar conveniente. Teoricamente o funcionamento é simples, fazemos uma operação, se o preço chegar no nosso stop fechamos e procuramos a próxima oportunidade. Infelizmente não é assim que funciona na prática, fazemos uma operação, se o preço bater o nosso stop loss seguramos, se o preço for favorável a nossa posição fechamos rápido com um lucro miserável.

Não sou expert no assunto, mas existem vários motivos pelos quais nós atuamos de forma ineficiente quando se trata de dinheiro (mais informações: "The Disposition to sell winners too early and ride losers too long: Theory and Evidence") e é exatamente esse um dos problemas que tenho enfrentado no mercado, principalmente na hora de fechar operações perdedoras onde eu invariavelmente acabo deixando essas posições abertas por tempo demais e acabo perdendo muito mais do que o planejado.


 

Como já cheguei no meu limite auto-imposto de palavras por post, pretendo desenvolver melhor esse assunto nos próximos, mas por enquanto fica a dica:

- "Você quer ganhar dinheiro no mercado financeiro?"

- "Então não perca nenhum..."

Wednesday, November 3, 2010

Oportunidades



Ah...dias como hoje, como eu odeio dias em que o mercado não se move...100-150 pontos em uma hora e meia, 3 breakouts falsos em duas horas é tudo aquilo que deixa os traders bem frustrados.

O mercado abriu em 72800, testou por 5 minutos e caiu até 72650 que foi a máxima de segunda, aí tentou romper 72800 novamente e começou a festa, 11 minutos depois mais uma tentativa de romper 72800, falhou, 73 minutos dentro desse range de 150 pontos depois(!) o mercado tenta romper novamente a mínima de 72650 (11:13)...consegue por 100 pontos e reverte direto para a máxima em 72800, mais 100 pontos e falha...

Eu vendi 72760 as 10:26 e fiquei mais de 35 minutos olhando o mercado fazer absolutamente nada até o primeiro rompimento para baixo (depois de todo esse tempo já era loteria) fechei metade da posição, comecei a me preparar para uma possível tendência de baixa, quando o mercado reverteu e tive que fechar a outra metade no breakeven. Como o mercado rompeu 72800 me posicionei comprado, mas novamente o mercado falhou em dar continuidade...haja paciência...

Tem dias que simplesmente não vai...operar um mercado só pode ser um tédio as vezes. Operar ações é caro demais (corretagem + emolumentos + custo de oportunidade do capital disponível para compra de ações), mas estou considerando seriamente começar a acompanhar algumas ações, principalmente aquelas que tiveram algum aumento no volume, notícias, vão ou já publicaram números etc para ver se eu consigo aumentar minha exposição a oportunidades de negócio ao invés de ficar resmungando para minha tela enquanto o mercado futuro não vai a lugar nenhum.

PS: Pior de tudo é que as correlações são tão altas e as ações "líquidas" são tão poucas que eu acho é que vou acabar olhando para 4 ou 5 gráficos que não se movimentam...

Thursday, October 21, 2010

Xirrim Xirrion do mercado


É muita coincidência pro meu gosto...


Desde o feriado, nos últimos 6 pregões tivemos 4 dias com pouca/média volatilidade e dois dias bem "divertidos" no mercado, sendo que hoje tivemos mais de 2.000 pontos de oscilação no mini contrato futuro.

Considerando o fato de que o mercado não conseguiu superar os 73.000 pontos e derreteu bem depois de um Setembro de alta, uma olhada rápida no gráfico diário pouco diz sobre qualquer padrão para esses dias.

Porém, em todos eles todos os players que tentaram jogar com uma continuidade da tendência de baixa no gráfico de 1 min foram esmagados pelo mercado que reverteu nos 6 dias seguidos com tanta ou mais força do que o movimento de queda inicial


A figura abaixo pode explicar melhor do que eu, marquei a data e o horário da mínima para facilitar(clique para ampliar)...




...Traders vs Traders... Padrõezinhos manjados xirrim, dinheiro xirrion...